O teatro que talvez mais recebeu apresentações de exercícios ginásticos, no século XIX, tendo inclusive acolhido companhias por longas temporadas (destacando-se a de Guillaume), foi o Politeama Fluminense. Na verdade, tratava-se de um antigo circo, localizado na rua do Lavradio (entre a Rua do Resende e a Rua da Relação), que tinha uma programação mista. O Politeama seguiu o modelo de outros circos, acolhendo as mais diferentes atrações. Como dizia a propaganda de uma companhia que ocupou durante um bom tempo o estabelecimento (a Equestre Brasileira de Hilário de Almeida), apresentavam-se trabalhos: “equestres, ginásticos, acrobáticos, funâmbulos, mímicos e zoológicos” (Gazeta de Notícias, 31/1/1882, p. 4). Destaca-se pelo grande número de sessões oferecidas e pela constante procura por parte do público. Como definiu um jornal em certa ocasião: “O Politeama Fluminense, o chic da época, dá hoje mais uma função com todas as suas notabilidades equestres, ginásticas e acrobáticas”(Gazeta de Notícias, 30/4/1881, p. 2). Como já ocorrera antes, os espetáculos não ficavam alheios aos acontecimentos sociais. Era comum, por exemplo, a promoção de eventos beneficentes para ajudar determinadas causas. Nos anos finais do Império, um dos temas que mais mobilizou a cidade, inclusive o setor do entretenimento, foi a abolição da escravidão.
O Politeama Fluminense acolheu muitos eventos promovidos por entidades abolicionistas. Por exemplo, no estabelecimento, em março de 1884, a Confederação Abolicionista organizou uma festa para comemorar a libertação dos escravos no Ceará. Nessas ocasiões, os exercícios ginásticos comumente integravam a programação.
Entre as atividades do Politeama, encontramos evidências da relação da classe caixeiral com a prática da ginástica – como a realização de uma quermesse em benefício da Associação dos Empregados do Comércio, festa na qual participaram ativamente os alunos das escolas de esgrima e ginástica do Clube Ginástico Português e do Congresso Ginástico Português (Folha Nova, 8/3/1885, p. 4).

Endereço

Endereço:

R. do Lavradio, 121 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, 20230-060

GPS:

-22.9111597, -43.1826682

Telefone:

-

E-mail:

-

Web:

-